Geral

O impacto da tecnologia móvel nas redes sociais

O impacto da tecnologia móvel nas redes sociais 1

Durante 2015, 22% do tempo on -line foi gasto em redes sociais. Espera -se que esse número aumente, em razão de mais pessoas estão utilizando seus celulares todos os dias. Até 2020, haverá impressionantes 4,08 bilhões de pessoas utilizando as mídias sociais. Entretanto, depende muito como os usuários o usam. Esse postagem explora o impacto da tecnologia móvel nas redes sociais. Também abrangerá a interferência dos partidos políticos e como a auto-imagem é manipulada.

Influência de celulares nas redes sociais

Um debate acadêmico em andamento sobre o encontro de smartphones e mídias sociais nos adolescentes está sendo trazido pro mainstream com pesquisas novas de Tucker Carlson. Embora as conclusões não estejam claras, não há como negar que algo está errado com os jovens hoje. De fato, pesquisas revelam que os celulares estão afetando o desenvolvimento de jovens mais do que a maioria das pessoas imagina. A prevalência de celulares se espalhou muito muito rapidamente do que podemos compreender seus efeitos a longo prazo.

Pesquisas novas afirmam que 2 em cada 3 jovens dos EUA estão neste instante usando um celular. A prevalência de celulares e redes sociais tem repercussões a respeito relacionamentos com adolescentes e saúde mental. Apesar de o uso da rede social possa aperfeiçoar as amizades e reduzir os sentimentos de solidão, o uso excessivo das plataformas poderá ter efeitos negativos pela auto-estima e satisfação da adolescência com a existência. Mesmo que o exercício das redes sociais tenha vários proveitos, é vital assimilar como os adolescentes estão utilizando seus celulares e as consequências de teu emprego.

Interferência dos partidos políticos nas mídias sociais

O emprego da mídia social por partidos políticos tem muitas resultâncias para as instituições democráticas. Nos países democráticos, os atores externos malignos fazem uso estas plataformas para influenciar os resultados das eleições. Esses esforços minam a certeza na democracia e promovem o populismo, divulgando notícias falsas. Nas democracias liberais fracas, o uso das mídias sociais também alimenta um efeito radicalizante, transformando um regime democrático estável em autoridade. Desta forma, é essencial investigar o papel das mídias sociais nos regimes democráticos.

As agendas de rede social do partido têm superior promessa de influenciar as agendas dos políticos do que as agendas tradicionais da mídia, um estudo de Meyer et al. encontrado. As mensagens dos políticos têm superior expectativa de serem cobertos na mídia se eles se concentrarem em pressionar as preocupações da mídia. Da mesma forma, as agendas de mídia social dos partidos políticos tendem a ser mais previsíveis do que as agendas habituais da mídia. À medida que o cenário de rede social continua a se elaborar, essa mudança pela descrição da agenda está se ocasionando ainda mais evidente na política.

Influência da manipulação de auto-imagem nas redes sociais

A influência da manipulação de auto-imagem nas redes sociais tem sido amplamente discutida, principalmente no momento em que se trata de celebridades. Contudo, os efeitos das imagens manipuladas assim como podem ser sentidas por pessoas comuns. Um modelo seria as imagens que os usuários comuns do Instagram publicam. As imagens editadas têm efeitos semelhantes aos da mídia. Assim sendo, é primordial captar o que exatamente acontece pela mente da pessoa por trás das imagens editadas.

A ligação entre o exercício da mídia social e a saúde mental é complicada. Não obstante, parece que aqueles que sofrem de doenças mentais têm superior perspectiva de observar imagens alteradas digitalmente nas mídias sociais. Mais pesquisas são necessárias pra investigar a direcionalidade deste relacionamento. Sempre que isso, as redes sociais são capazes de ter efeitos positivos e negativos na saúde. Bem que esses websites de rede social possam ser benéficos pra nossa saúde, eles assim como contribuem pra insatisfação corporal.

You may also like...